BRAVIO - Associação Brasiliense de Violão

Notícias sobre o violão de concerto em Brasília

Programação 2009 dos encontros da BRAVIO

14/03 - Alexandre Aguiar

Alexandre Aguiar estudou com Rodrigo Carvalho, Filipe Maravalhas e Eustáquio Grilo. É bacharel em Música pela Universidade de Brasília, onde obteve a orientação do professor Eustáquio Grilo.

Vem se destacando no cenário violonístico de Brasília não só como solista, mas também como músico camerista, tendo atuado em duos, trios, quartetos e outras formações. Participou de diversos cursos de especialização, entre eles: Curso Internacional de Verão da Escola de Música de Brasília, Festival Internacional de Inverno de Brasília, VI Seminário de Violão Vital Medeiros, IV Festival Nacional de Violão do Piauí e IV FEMUSC.

Já tocou em diversos masterclasses com artistas consagrados como Fabio Zanon, Sérgio e Odair Assad, Eduardo Meirinhos, Mario Ulloa, Júlio Ribeiro, Eduardo Isaac (Argentina), Ana Vidovic (Croácia / EUA), Pablo Sáinz Villegas (Espanha), Masao Tanibe (Japão), Marcos Puña (Bolívia), David Jaques (Canadá) e outros.

PROGRAMA:

A Música Latino Americana no século XX

- Garoto (Aníbal Augusto Sardinha – 1915 - 1955)
Inspiração

- Francisco Mignone (1897 – 1986)
Estudo nº 2

- Heitor Villa-Lobos (1887 – 1959)
Estudo 11
Prelúdio 2

- Radamés Gnattali (1906 – 1988)
Toccata em ritmo de samba nº 1 e nº 2

- Leo Brouwer (Cuba, 1939)
Tres Apuntes (I. Del Homenaje a Falla / II. De um Fragmento Instrumental / III. Sobre Um Canto de Bulgaria)

- Antonio Lauro (Venezuela, 1917 – 1986)
Suíte Venezuelana (I. Registro / II. Danza Negra / III. Canción / IV. Vals)

- Manuel Ponce (México, 1882 – 1948)
Sonatina Meridional (1. Campo / 2. Copla / 3. Fiesta)


04/04 - Márlou Peruzzolo

Nascido em Bagé (RS), Márlou Peruzzolo Vieira teve suas primeiras lições de música em sua cidade natal. Em 2007 concluiu o Bacharelado em Música - Violão na Universidade Federal de Santa Maria (RS). Nesta instituição foi monitor da oficina de violão no curso de extensão durante o ano letivo de 2007.

Foi selecionado para participar de diversos cursos no Brasil e Argentina, tendo estudado com renomados violonistas da atualidade, como Eduardo Issac (Argentina) e Eduardo Fernández (Uruguai). Participou também de oficinas de composição ministradas por João Pedro Oliveira (Portugal) e Ronaldo Miranda (Brasil).

Já se apresentou em recitais solo e de música de câmara em cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Goiás, já tendo atuado como solista frente a Orquestra Sinfônica de Santa Maria sob a regência de Marco Antônio Penna. Em 2007 foi contemplado com Menção Honrosa no XI Concurso Nacional de Violão Musicalis, em São Paulo/SP.

Atualmente é professor substituto na Universidade Federal de Goiás e cursa o mestrado em Performance Musical na mesma instituição sob orientação do professor Dr. Eduardo Meirinhos, tendo sido aprovado em primeiro lugar no processo de seleção.


Programa:

Johann Kaspar MERTZ - Elegie
Heitor VILLA-LOBOS - Estudos 8 e 6
Leo BROUWER - Tres Apuntes (I. De 'El Homenaje a Falla' / II. De un Fragmento Instrumental / III. Sobre un Canto de Bulgaria)
William WALTON - Five Bagatelles (I. Allegro / II. Lento / III. Alla Cubana / IV. Sempre espressivo / V. Con Slancio)
Joaquin TURINA - Fantasia Sevillana Op. 29
Ronaldo MIRANDA - Appassionata

09/05 - Flávio Apro

FLÁVIO APRO é reconhecido como um músico completo e competente por seu trabalho como violonista, professor e pesquisador.

Sua estréia como violonista aconteceu em rede nacional, aos 13 anos de idade na TV Cultura de São Paulo. Conquistou o Primeiro Lugar e o prêmio de Melhor Intérprete no Concurso Villa-Lobos (ES), foi vencedor do Projeto Nascente (USP-Abril Cultural), e foi selecionado para apresentar-se no Japão como representante do Brasil no Festival Kyoto International Music Students. A partir de então, sua agenda de concertos internacionais inclui apresentações na Europa.

Em 1997, lançou seu primeiro CD - Praeludium, trabalho que lhe rendeu grande sucesso de crítica e público. Após essa estréia em disco, Apro passa a apresentar-se nas principais salas de concerto da capital paulistana e a dedicar-se a atividades camerísticas com o oboísta Salvador Mazano, com o barítono Sebastião Teixeira, com o flautista Michael Lovelock e com o violonista Victor Castellano.

É considerado competente pesquisador na área de Performance e Musicologia, com livros e artigos publicados, além de participar de congressos da área musical. Realizou pesquisa de mestrado com o título "Os fundamentos da interpretação musical: aplicabilidade nos 12 estudos para violão de Francisco Mignone", bem como o lançamento do Cd Flávio Apro interpreta Mignone. Hoje, prossegue sua atividade acadêmica desenvolvendo uma pesquisa de doutorado na ECA-USP.

Atualmente, Flávio Apro é professor efetivo da Universidade Estadual de Maringá (PR) e colaborador da Faculdade de Música Carlos Gomes (SP).

J. S. Bach – Chaconne BWV 1004. *
N. Paganini – Grand Sonata em Lá Maior **
movimentos: Allegro Risoluto, Romanze, Andantino Variato.
F. Mignone – Estudo Nº2.
M. Camargo Guarnieri – Valsa-Choro.
M. L. Anido – Preludio Nostalgico Nº1 “Lejania”.
M. Castelnuovo-Tedesco – Tarantella.
J. Turina – Sonata (Allegro / Andante / Allegro Vivo)
* Transcrição de Flávio Apro
** Transcrição de Sérgio Abreu


13/06 - Quico Fagundes

Quico Fagundes nasceu no Rio Grande do Sul e mudou-se para Brasília nos anos 60. Estudou violão com José Gomes (Porto Alegre), Eustáquio Grilo (Brasília), Milton Nunes (Campinas) e tem 6 discos gravados.

Atua no segmento religioso e, nos anos 70 e 80, participou ativamente do movimento jovem que procurou trazer expressões brasileiras para o contexto da música religiosa. Como resultado, surgiram canções com ritmos e temas locais, com excelente aceitação do público em geral.

No programa da Bravio, destaque para as transcrições de Eustáquio Grilo paraa Suite nº 1 de Bach, as transcrições de Geraldo Ribeiro para canções deArmando Neves, além das composições e arranjos do próprio Quico.
PROGRAMA
- Canción y Danza (A. Ruiz Pipó)
- Canarios (Gaspar Sanz)
- Suite nº 1 para Cello (J. S. Bach – transcr. Eustáquio Grilo)
- Choro nº 1 (Armando Neves – transcr. Geraldo Ribeiro)
- Canção de ninar (Armando Neves – transcr. Geraldo Ribeiro)
- Vem comigo (Sérgio Pimenta – arr. Quico Fagundes)
- Conhecidos pelo amor (Negro Spiritual – arr. Quico Fagundes)
- A palavra (Quico Fagundes);- Brilho (Quico Fagundes)
- Pampeana (Quico Fagundes)
Julho - III Festival da BRAVIO
presenças confirmadas:
André Rodrigues (ganhador II Concurso Eustáquio Grilo)
Antoon Vandeborght (ganhador Concurso José Tomás - Villa de Petrer)
mais informações em breve

08/08 - Francesca Ghilione

Nascida em Savona-Itália, iniciouseus estudos com Dário Caruso. Obteve graduação no Conservatório"Niccolò Paganini em Gênova aos 18 anos, prosseguindo seus estudos na Suiça com Roberto Porroni, na Ítalia com Maurizio Colonna em Ancona e Stefano Viola e Paolo Pegoraro na Academia Internacional“Francisco Tárrega” em Pordenone. Em 2006 foi a primeira violonista em sua região a receber o diploma acadêmico em violão, interpretação e composição apresentando como tese um concerto dedicado a violonistas do período romântico.

Em 2000 foi selecionada para o "European Guitar and Mandolin Young Orchestra", e em 2001 foi escolhida para participar do V Festival "Best Graduates of Italy" obtendo otítulo de melhor violonista italiana do ano 2000.

Nos últimos anos vem realizando pesquisas e estudos sobre compositores sul-americanos menos conhecidos, que resultou no seuprimeiro álbum solo "Alma - Impressíones Argentinas Para Guitarra" divulgando esse álbum em países como Argentina, Grécia e no Brasil. Foi convidada, pra participar como solista na gravação do CD “Força Bruta”, de Carlos Henrique Machado. Tocou ao vivo pra Radio Suiça Italiana e a Radio Nacional de Brasilia e se apresentou para algumas TV brasileiras em MG e SP. Frequentemente se apresenta como solista e em conjuntos de câmara em diversos paísescomo Itália, Suiça, Alemanha, França, Inglaterra, Israel, Grécia, Espanha e Brasil.

12/09 - Duo Mandrágora

O Mandrágora, formado por Daniel Sarkis e Jorge Brasil, surgiu em Brasília há 9 anos, com a proposta de difundir a música instrumental de qualidade. Os músicos se revezam nos violões de nylon, violões de aço, guitarras e sítar.

O estilo do Mandrágora percorre inúmeras sonoridades sem se prender ao formalismo tradicional. Os dois violonistas traduzem nos acordes e na expressão dos sons que experimentam no instrumento os próprios anseios e a inquietação dos que sempre buscam inovar ou mesmo recriar e reinventar conceitos e caminhos já percorridos. O resultado se multiplica na diversidade melódica que a música intimista do Mandrágora reflete.

Na mistura exata de suavidade e força, o Mandrágora têm como marca registrada as composições próprias. Eles passeiam pelas obras de vários instrumentistas, mas estão sempre perseguindo as melodias e os ritmos próprios.

Os dois integram os sons aveludados das cordas de nylon com a presença marcante dos timbres que saltam do violão de cordas de aço; trabalham afinações diferentes para ampliar as possibilidades do violão e personalizar ainda mais a música instrumental contemporânea.

Programa:

MANDRÁGORA (Jorge Brasil)
LUA NOVA (Daniel Sarkis e Jorge Brasil)
ESPIRAL (Daniel Sarkis e Jorge Brasil)
CICLO DAS CORDAS (Jorge Brasil)
RODA GIGANTE (Duofel)
SIDERAL (Jorge Brasil)
CRUZANDO LA PLATA (Daniel Sarkis e Jorge Brasil)
PARALELO 31 (Daniel Sarkis e Jorge Brasil)
22 HORAS NO TREM DA MORTE (Daniel Sarkis e Jorge Brasil)
ULTRAPÁSSARO (Dante Ozzetti e José Wisnik)
COM O PÉ NA ESPAÑA (Jorge Brasil)

10/10 - Turnê do ganhador do GFA 2008 (Gabriel Bianco, França)
a confirmar

14/11 - Diego Martin Castro

Nasceu na cidade de Santiago del Estero. Cursou estudos de violão na Asociación de Guitarristas Santiagueños, e, em seguida, na UNSJ e Collegium da cidade de Córdoba.

Integrou diversas formações instrumentais, a exemplo do Nuevo Trío junto com os violonsitas Horacio Lavaisse e Enzo Pérez, Dúo Contemporáneo junto com o violonista Román Carballo e o projeto Nueva Música para Guitarra com o violonista Pablo Izurieta, tendo realizado gravações dos projetos dos grupos supracitados.

Participou do Festival Guitarras del Mundo en varias oportunidades, como também do Festival Tulumbano de Guitarristas compositores e o Festival del Noroeste Cordobés, cumprindo a tarefa de artista e organizador dos últimos festivais mencionados.

Entre alguns prêmios de concurso se destaca o terceiro lugar do concurso de música argentina no violão, menção honrosa no festival pré-Cosquin como integrante do Nuevo Trío, o premio de apresentar-se como solista junto a orquestra sinfônica da UNSJ e no marco do concurso para jovens talentos e o prêmio obtido com o Dúo Contemporáneo para realizar a grabacão do C.D Por La Huella del Sur, marcando o Programa de Apoyo a la Edición Musical en Córdoba, concurso organizado pela Municipalidad de la Ciudad de Córdoba.

Como solista, Diego aborda a música argentina para o violão, incluindo composições arranjos de sua própria autoria, e também a música para violão de Ralph Towner e diferentes autores da música popular sul-americana. Dentre os projetos musicais em andamento, destacam-se os seguintes trabalhos: Música popular de cámara junto com o pianista Rolo Rossi. Músicas de Dos Mundos, trabalho experimental sobre composiciones e arranjos dos violonistas Diego Martín Castro y Camilo Carrara. Diego Martín Castro Trío junto com Nacho García no baixo e Martín Gallo na percussão, formação que aborda um repertório de composições e arranjos originais de Diego Martín Castro acerca de músicas de Dino Saluzzi, Quique Sinesi y Leo Brouwer.


Programa:

Delineando (Diego Martín Castro)
Poliedro No1 (Diego Martín Castro)
Song for Ralph (Diego Martin Castro)
Cabeza Loca (Diego Martín Castro)

Maria Luisa (Mario Fioramonti)
Mañana es Otro Día (Mario Fioramonti)
Danza Para Mariana (Mario Fioramonti)
Escondido de la Alabanza (Hnos. Simón / arr. Mario Fioramonti – Diego M.Castro)
La Vieja (Hnos. Díaz / arr. Mario Fioramonti – Diego M.Castro)
Zamba de Anta (Ernesto “Cuchi” Leguizamón / arr. Mario Fioramonti – M.Diego Castro)

Salida Alegre (Ralph Towner)
Verde y Dorado (Ralph Towner)
Sabía que era Usted (Ralph Towner)

Soy Sanjuanino (Juan Falu / arr. Diego Castro)
Gato Nomás (Ricardo Moyano / arr. Diego M.Castro)

12/12 - Maurício Orosco

Nascido em Presidente Prudente (SP), iniciou sua formação violonística com os irmãos Ademir e Angela Faccioli. Na Universidade de São Paulo cursou o Bacharelado em violão sob orientação de Edelton Gloeden. Paralelamente participou de festivais e master-classes, trabalhando com Éverton Gloeden, Thomas Patterson, Fábio Zanon, David Russel e Duo Assad, entre outros.

Esteve na Espanha em 1997 e 1998 para recitais e cursos de extensão em Cádiz e em Santiago de Compostela. Em Compostela participou do “XLI Curso Universitário de Música Espanhola”, onde foi orientado por José Luis Rodrigo.


Novamente na Universidade de São Paulo, cursou o mestrado em Musicologia como bolsista da FAPESP, desenvolvendo o tema: O Compositor Isaías Sávio e sua obra para violão, com a gravação de um CD com peças ainda não registradas deste compositor.


Como compositor escreveu diversas peças, tendo sido gravadas as composições Choro de Macho, Estudo nº 1, Fantasia nº 3, Sonatina Russa e Prelúdio e Toccata. As duas últimas foram também publicadas pela “Asociación Guitarrística América Martinez” de Sevilla (Espanha) e DEMAC (UFU), respectivamente.


Atualmente é professor de violão da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), onde desenvolve intenso trabalho didático.

Programa:


Estudo n.8, Estudo n. 1, Estudo n. 5 (Giulio Regondi)
Gran Solo (Fernando Sor (Versão: Dionisio Aguado))
Prelúdios Epigramáticos (Leo Brouwer)
Sonatina Russa, Prelúdio e Toccata (Maurício Orosco)
Na Ilha Abandonada, Milonga, Estudo n. 14, Tango Brasileiro (Isaias Sávio)
Eva, Gostozinho, Tique-Taque, Sinceridade, Nordeste (Irio de Paula)





...........





TODOS OS EVENTOS OCORREM NO SÁBADO, NO SESC 504 SUL (W3, EQ 504/505 SUL)
CADA ENCONTRO TEM TRÊS ATIVIDADES:

Atividade didática - 15h (inscrições gratuitas no bravio@gmail.com - atividades didáticas com menos de 4 inscritos serão canceladas)

Sarau - 18h (entrada franca e participação livre)

Recital - 20h (R$ 10 / R$ 5)

1 Comments:

At 5:33 PM, Anonymous Anônimo said...

Muito boa a programação deste ano!

 

Postar um comentário

<< Home